Bem vinda síndrome do pânico.

Não que eu tenha gostado da tua visita, daquelas que chegam, ficam; e a gente não sabe como mandar embora. Quantas coisas na vida são assim, né?! O único jeito é aceitar e buscar forças para melhorar. No começo eu não sabia o que fazer contigo. Não sabia porque você tinha chego, porque eu tinha sido escolhida por uma doença tão terrível, e não sabia onde te colocar no meu dia. Na verdade eu não tinha mais domínio nenhum de ti. Em poucos meses você tomou conta de mim igual um tsunami. Cancelei viagens, trabalhos, almoços de família, e deixei minhas amigas saírem sozinhas sem aviso prévio. Ninguém entendia porque eu não saía mais de casa; nem eu mesma.

Você acabou com as minhas férias. Você surtou as minhas idas à praia. É muito difícil te entender e te aceitar. É muito difícil saber que você está ao meu lado, caminhando de mãos dadas comigo, e a única coisa que eu posso fazer é tentar te afundar no oceano de frustrações que um dia você me fez conhecer. Desgraçada! Quantas vezes eu pensei em te matar. Quantas vezes eu simplesmente queria que você sumisse. Eu tentei tanto… eu suportei tanto! As pessoas nem imaginam, eu tenho certeza. E eu realmente torço para que elas nunca te conheçam, porque quem te conhece… não te esquece nunca mais.

Demorei um ano para te aceitar. Demorei um ano para te entender e virar uma guerreira de batalha contra ti. Foi só no momento em que eu te entendi, que eu tive forças para te afastar. Minha primeira consulta foi uma tortura. Me senti uma idiota. Psiquiatra, meu Deus! Será que sou eu mesma que estou aqui? Estou confusa. Remédios. Passei mal. 2 crises de pânico em 1 semana e o meu mundo caiu. Caiu não, desabou. Tudo se arruinou. Tudo que eu tinha de bom foi destruído. Dilacerado, sem dó nem piedade. Mas nesse inferno dominado exclusivamente por ti, me sobraram duas coisas boas: as pessoas ao meu redor e o amor que elas carregavam no peito.

Mas sabe que mesmo nas enormes dificuldades eu nunca tive dúvidas de que Deus é incrivelmente perfeito. Ele não faz um corpo vazio. Quando eu caí, alguém me levantou. Minha família se uniu feito um ímã. Meus amigos me pegaram no colo como se eu fosse um bebê. No meio da maior luta que eu trilhei contra eu mesma, eu descobri que os outros poderiam ser os responsáveis pela minha cura. Segui o tratamento ao pé da letra. Os remédios me fizeram ir e voltar, do inferno ao paraíso, em alguns meses. Surtei, surtei e surtei. Até que, finalmente, eu melhorei. Nunca questionei a tua chegada, mas saí do fundo desse poço com uma certeza absoluta: os remédios equilibram o nosso corpo, mas o amor cura a nossa alma.

sindrome-do-panico-relato-suh-riediger-blog-vittamina

 

Anúncios

5 pensamentos sobre “Bem vinda síndrome do pânico.

  1. Você é uma querida, confie em Deus,tenha fé,Procure, então, orar com sinceridade diante de Deus. Se você derramar o seu coração na presença do Senhor, Ele curará as suas feridas,sua alma.<3 Deusé amor!

  2. Oi Suh, lembra de mim comentando no seu snap que passei pelo mesmo problema? Agora estou sabendo lidar com as crises que, felizmente, estão bem mais brandas. O remédio ajuda muito e estou consultando uma psicóloga pra acompanhamento. Lindo depoimento e melhoras querida.

  3. Passei pela mesma situacao, as crises iniciaram em 2012 e ha algumas semanas elas voltaram, porem hoje me sinto mais forte e sei lidar com tudo isso. Sim, nao ha remedio no mundo mais eficiente que o amor! Desejo que voce nunca perca essa essencia, sigo seu blog ha anos e adoro suas publicacoes. Grande beijo

  4. Oi linda!!! me vi no seu texto, se ver e não se reconhecer é terrível é como se perder de vc mesmo ..mas …. vamos de FÉ, FORÇA e FOCO para vencer esse intruso, vou começar fazer terapia para aprender lidar com todos os traumas dessa maldita doença e aprender a eliminar ela da minha vida.bjão😘

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s