Ela não faz selfie para aprovação

Há quem chame mulher de produto, mas eu te desafio a tentar comprar um exemplar. Tenta vai, é de graça. Você entra com toda a sua disposição e ela entra com o excesso de paciência; ou falta dela. No começo pode até parecer fácil, ela é mulher solta, dá acesso livre aos seus sorrisos e não economiza olhares curiosos por todos os cantos dos lugares. Uma hora ele vai cruzar com o seu, mas não pense que será por interesse, será um mero acaso. É, esse tal produto hoje em dia anda exigente: cansou de moleque bobo e procura relacionamento sério. Não não, ela não quer dar eternas satisfações, ela só quer uma troca de confiança. Daquele tipo que te deixa um sábado à noite só no silêncio de duas almas que hoje, quiseram estar separadas. Isso não é falta de amor, é apenas excesso de amor próprio.

Ela desfila pelos lugares carregando tudo que tem de melhor nas costas: as emoções vividas, as conquistas suadas e as lágrimas espalhadas pela estrada da vida. Não foram baldes, mas serviriam para encher uma modesta piscina. Nas pernas a força de alguém que sabe o que quer pisa suavemente em um salto 15 como se estivesse andando em chinelos de pano no décimo quinto andar. Os cílios cheios de rímel já piscaram delicadamente ouvindo as mais lindas juras de amor. O cabelo cuidado feito ouro balança como se quisesse te dizer algo; e ele quer. Se você acha difícil decifrar o que o balanço do cabelo de uma mulher quer dizer, eu te sugiro a parar de ler esse texto; com certeza você é mais um que acha que pode comprar uma mulher.

Ela não desfila para aparecer, não faz selfie para aprovação e não vive para que achem que ela é a melhor. Ela simplesmente sabe quem é, sabe de onde veio e sabe onde quer chegar. Ela não precisa de você. Se ela te escolher, saiba que te achou o cara para caminhar ao lado das conquistas dela, não para fazer dela a campeã sem esforços. Ela não sabe viver sem esforço porque não é um produto disponível na prateleira com etiqueta amarela de preço. Ela tem valor, e esse eu te garanto que é incalculável e não tem troco. Esse sorriso largo e esse brilho nos olhos você acha que tem dono, nome e sobrenome? Tem não! Isso é pura felicidade, gratuita! Porque para ser feliz, a gente também pode estar sozinho.

texto sobre mulheres texto sobre a vida blog vittamina suh riediger textos relfexões

Anúncios

Um pensamento sobre “Ela não faz selfie para aprovação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s