Se descreva como mãe aqui?

Oiii mamães!!! Assisti esse vídeo no youtube e quis logo trazer para vocês, porque muitas vezes acabamos focando o modo como criamos e educamos nossos filhos para o lado negativo. Lembramos sempre das vezes que perdemos a paciência, das vezes que não demos o que eles pediram ou quando esquecemos de fazer algo que eles queriam muito! A culpa é um sentimento unânime em todas as mães, não se sintam um monstro em momentos difíceis como colocar de castigo, eles são extremamente importantes para a educação! E para os momentos de descuido como quando esquecemos de comprar alguma coisa no mercado que pediram, lembrem-se que somos todas seres humanos e não robôs pré programados para sermos mãe, tudo isso faz parte! Lembrem-se sempre de todos os momentos que dedicam para eles sejam felizes, de tudo que precisaram abdicar para dar à eles o melhor, e todo o amor que existe no coração, nossos pequenos sentem isso só através do olhar!

Lindo, né? Vamos brincar de ser mãe, agora? Porque não tem nada melhor que desabafar com quem nos entende! Mamães, se descrevam como mães nos comentários, quero muito ler sobre a personalidade de vocês também!!! Sem medo, sem vergonha e sem receios, aí vai a minha:

“Eu aprendi a ser mãe através do amor que nasceu na minha relação com a Vitta. Eu era super nova e não tinha a menor afinidade com bebês. Com o tempo esse amor foi aumentando até se transformar nesse sentimento infinito, que somente nós sabemos o que é! Quando a Martina nasceu eu já tinha meu coração aberto para recebê-la, e já esperava viver ainda mais feliz! Sou uma mãe coruja mas bem realista, por mais que eu ame incondicionalmente as meninas, sei enxergar quando elas estão erradas e precisam de um corretivo. Sou dedicada quanto aos detalhes na hora de educá-las mas também dou liberdade para que elas soltem a personalidade que já possuem. Bom, acho que se a Vitta gravasse um vídeo me descrevendo, ela diria que a mamãe é querida, adora se arrumar, e só deixa comer besteiras no final de semana. Também diria que a mamãe dá banho maluco e que adora tirar fotos!

Beijos!!!!

Anúncios

11 pensamentos sobre “Se descreva como mãe aqui?

  1. Eu as vezes sou um pouco exigente demais com meu filho. Ele é pequeno, e as vezes já quero que ele seja um adulto nas suas responsabilidades. Mas tb sou realista e enxergo isso! De resto também sou uma mãe querida, que faz de tud por ele e o ama acima de tudo!
    Adorei isso Suh, realmente desabafar é muito bom, ainda mais em uma segunda, hahahaha.
    Beijão!

  2. Ahhhh.. então vamos lá! Eu também não entendia nada desse universo de “ser mãe”. Sim.. porque é um totalmente diferente de quando não temos filhos, mas acredito sim, que muito mais feliz.
    Minha vida mudou completamente depois que a minha filha nasceu, e eu também! Puder perceber o quão pequenas são as coisas que nos encomodam no dia a dia… que um sorriso vale mais do que 1 milhão de palavras, e que brincar de fazer comidinha pode ser uma diversão e tanto! Educar é dificil sim, mas se seguirmos os nossos valores, não tem erro… Alias, vamos sim errar, e muito.. mas sem esses erros não haverá crescimento, em nenhuma das partes não é?! E eu sou assim.. erro todos os dias, choro, sorrio.. e assim vai, tentando fazer o melhor para ela sempre, sempre! E tenho certeza que ela me entende e me ajuda a cada dia a ser muito melhor que ontem….

  3. Eu sou uma mãe que faz de tudo pela minha flha, me viro do avesso para dar tudo o que ela quer, o que as vezes acho que faço errado. Tento sempre ser carinhosa, nao gosto de brigar e muito menos bater ( acho terrivel ) apesar de ja ter dado um tapinha nela ( e me sentir a pior mae do mundo inteiro). Leio historinhas todo dia para ela e a incentivo sempre a ser corajosa e enfrentar os seus desafios ( pois ela é bem timida)..
    Adorei!
    bjs

  4. Ser mãe me fez ver alem de mim mesma. Minha vida tornou-se outra, meus sonhos mudaram, meu medos mudaram. Porem eu tbm tinha agora uma dose diária de amor. E dia a dia eu sentia que viver sem aquele serzinho tão delicado, seria impossível. Se tornar mãe foi a melhor coisa que me aconteceu. E a cada choro eu me apaixonava mais e cada sorriso me fortalecia e renascia a cada manhã. A responsabilidade de ser uma boa mãe é uma incógnita. Eu me julgo, eu choro, eu desejo ser uma mãe perfeita, mas o perfeito não existe, então eu dou meu melhor. Crio regras e crio a descontração na dosagem que eu considero sadia. Mas o que Gostaria mesmo, é que ela sentisse um pouco do amor que nasceu no dia em que descobri que estava lhe esperando, sem pensar o ar que eu respiro é ela, Bettina Gabriely.

    Post Perfeito sempre!
    Bjs e sucessos Suh, a vc e a suas princesas.

  5. oi eu sempre quis ser mãe..mas foi muito difícil pois não posso engravidar..então quando a Maria Fernanda nasceu foi a alegria da minha vida eu tento ser uma boa mãe mas as vezes tenho que chamar a atenção e até ja dei uns tapinha (mas fico me sentindo a bruxa má) Eu não me canso de olhar pra ela e ver como ela é parecida comigo mesmo nascendo do meu coração!
    Fico apaixonada quando ela me abraça e me enche de carinho..quando ela me chama de mamãe..
    Se ela pudesse me descrever também diria que a mamãe ama tirar fotos!
    Ser mãe é realmente maravilhoso!

  6. Olá, Suh! Sou uma mãe BASTANTE exigente e rigorosa. Em casa tem horário pra dormir, fazer refeições e regras pra comer “besteirinhas” somente se o filho comeu frutas pela manhã e legumes ou verduras no almoço. Tudo conforme orientação do meu adorável “pediatra”. Sou eu quem fica em casa com meus dois pimpolhos, então… ou coloco ordem ou vivo na bagunça e sem limites. Acompanho a escola das crianças e participo de todas as reuniões, sem exceção. E, pra não faltar… ando de bicicleta, vou à piscina com eles, teatro e eles adoram “pegar o boizinho” antes do banho (que é a hora que eles saem correndo pela casa e eu tenho que pegá-los e levá-los pro banho. Rsss… Só mãe mesmo!). Beijo enorme. JULIANA

  7. Suh amada…assim como você, eu tive o Caio bem jovem, o que é bom por um lado, e ruim por outro. É excelente ser jovem e saber que vai ter pique para correr, pular, brincar e viver junto os desafios deles..ruim por vivermos numa sociedade em que quem é mãe jovem nem sempre é vista com bons olhos…sempre tem alguém que acha que por você ser jovem, não sabe ‘criar’ seu filho direito. Sou mãe coruja – faço tudo mesmo pelo Caio, acho que desde que ele nasceu, minha vida e todas as decisões que tomo são voltadas quase que total ou exclusivamente para ele. Sou bicho mãe, do tipo que dá sermão e castigo quando precisa, e quando passa esta lá ‘lambendo’ a cria. Tento fazer tudo para ensinar ele com os melhores valores possíveis, dar a ele a maior amplitude que se pode ter do mundo – resultado disso foi a decisão de mudar de país e viver uma outra cultura nesta idade tão tenra dele (poxa, 4 anos na semana que vem), que comprovadamente, vai fazer uma diferença gigantesca para ele lá na frente, muito mais do que para eu ou o Rion, já que ele tem amiguinhos do mundo inteiro (mesmo!) e pode ver que existem coisas legais e não tão legais em qualquer parte do mundo, e que o importante é que indiferente do que seja, sempre aprendemos algo com isso. Me sinto culpada por muitas vezes exigir demais dele em certas ocasiões, mesmo sabendo que a intervenção é necessária, ou quando ele diz que tem saudade do Brasil e dos amigunhos – ai nesta hora explico a lição mais importante que eu já aprendi e que quero que ele leve para vida inteira: que não importa onde nós estejamos ou quão longe os que amamos estão, pois, na verdade, eles sempre estarão perto de nós, dentro de nossos corações, que o amor é a coisa mais bela que existe e que é a verdadeira marca que a gente deixa no mundo e pode ensinar para alguém. Sou a mãe boba que toda vez que chega na escola e vê que ele aprendeu algo novo, só falta soltar fogetes! Sou a mãe que está sempre nas reuniões de escola, que chora em cada apresentação de artes do filho, que quase morre só de pensar que algo possa algum dia acontecer a ele e que as vezes tem que ser mãe-pai ( mas sempre deixando um espaço vago para a saudade do papai, que é importante demais para toda criança) quando o papai não consegue estar junto. Sou a mãe ‘megera’ do horário – tem hora para comer, tem hora para dormir – muito raramente ganha alguma ganja, indiferente do local onde esteja. Mas acima de tudo, sou a mãe coragem – a que enfrentará o mundo se for necessário – para ter certeza que seu filho esta feliz!

  8. Oi Suh!!!! Tinha 16 anos quando fiquei sabendo que iria ser mãe!! A minha reação foi uma felicidade enormeeee, só conseguia rir!!!! Fui e sou uma mãe leoa, façam tudo comigo mais nada com ela!!!! Sempre fui pelo certo, que eu achava né? Em todas as dificuldades eu sempre falava, a mãe é tua melhor amiga!!!! E assim fomos nos entendendo!!!! Hoje meu bebê está com 31 anos e me presenteou com uma linda neta, me deixando super orgulhosa com a sua dedicação de mãe!!! Bjsss!

  9. Suh, chorei demais vendo o vídeo, porque eu, assim como todas as mães não só deste vídeo, mas acredito que todas as mães que existem, preciso de mais paciência, muita paciência. Por muitas vezes me sinto a pior mãe do mundo, porque é tão difícil né, nem sempre podemos ceder a tudo, os limites são dolorosos, tanto para nós quanto para eles, mas eu sinto e sei que é preciso ser “dura” com eles para que eles se tornem adultos com valores, confiáveis, queridos, e principalmente para que também um dia sejam exemplos para os meus netos.
    Eu tenho dois filhos, um casal, O Luiz Fernando de 11 e a Aline de 8. O Nando esta chegando naquela fase de rebelde sem causa, é complicado viu, mais do que eu imaginava, mas tirando isso ele é tão amoroso que eu consigo imaginar exatamente o que ele diria sobre mim se tivesse responder um vídeo como este, ele diria que eu sou a mãe mais linda do mundo, a melhor mãe do mundo e que ele me ama muito (ele vive me dizendo isso, sempre). A Aline é geniosa, teimosa e mandona, mas também tem um coração de ouro, ela é minha amiga e defensora, chora comigo quando estou triste e faz festa quando estou feliz, e também imagino o que ela falaria sobre mim, ainda mais agora que estamos mais ligadas depois que criei o blog, já que ela se inspira muito no que eu faço na hora de gravar os vídeos dela para o YT, com certeza ela iria me definir como a melhor mãe do mundo e aquela com quem ela grava os videos, que ama maquiagens, que faz as unhas dela igual as minhas.
    E às vezes é preciso assistirmos um vídeo assim para nos lembrar que eles não nos veem com o mesmo olhar que nós nos vimos, e como é bom lembrar disso. Obrigada por compartilhar conosco esse vídeo, hoje dormirei mais feliz ❤
    Beijos Suh e uma ótima semana para você,
    Shirlei, do blog Eu amo, e você?

  10. Suh, eu também era super novinha quando me tornei mãe, e não tenho dúvidas que foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Tenho 3 filhos, o Bruno de 13 anos, o Pedrinho de 8 anos e a Isabella de 11 meses… minha vida é uma loucura todos os dias mas eu não trocaria essa loucura por nada… Eu me auto intitulo “mãe neurótica”, mas não vou explicar aqui porque esse comentário se tornaria uma Bíblia.
    Mesmo tentando fazer de tudo que está ao meu alcance por eles, lendo mil livros pra tentar entender cada fase de suas vidas às vezes eu acho que estou errando em alguma coisa, mas como eles são crianças maravilhosas não sei onde posso estar errando, não sei se e um sentimento comum em todas as mães também, pode ser isso.
    Eu gostaria de ser mais paciente, os meninos tem 5 anos de diferença e brigam por tudo, pelo controle remoto, pelo jogo que vão jogar, pela comida, por quem quer pegar a Isabella é uma loucura… a minha loucura deliciosa… mas à noite um não dorme sem o outro, antes de dormir eles rezam juntos e a calmaria toma conta da casa.
    Apesar de querer ser mais isso, mais aquilo, menos isso, menos aquilo, to feliz comigo mesma, eu tento manter as tradições para que meus filhos cresçam no mundo mágico em que cresci, no Natal fazemos juntos os docinhos, na Páscoa eu pinto as casquinhas e faço as cestinhas, faço toda a casa entrar em um clima lindo, sereno e mágico.
    Eu estou plantando a sementinha do bem no coração deles, a chama do amor, e mesmo que eles tomem outros caminhos, que tropecem, que caem, a sementinha tá ali, a chama tá ali e elas hão de imperar na vida deles.

    Beijinhos Suh
    Sucessoo ^^

  11. Suh!! não sei se eu sou emotiva demais ou é porque nos últimos dias tenho me culpado por tantas coisas sobre a “criação” do Anthony que eu simplesmente me debulhei em chorar, soluçar..
    Eu me descreveria como uma mãe apaixonada, amor a primeira vista, eu também era muito nova, namorava a meses e foi um baque!!! mais com o passar dos meses a barriga crescia e chegou o grande dia, não consegui amamentar me culpava por isso e sinto uma culpa enorme até hoje.. como eu tinha feito um plano de parto tão lindo e não conseguiria estreitar o laço mais belo que todos me falavam: a amamentação.. as culpas não pararam por ai.. acabou a licença maternidade e ele foi pra escolinha com seus 4 mesinhos.. meu coração se despedaçou no primeiro dia.. no segundo eu chorava litros… e ele foi crescendo.. independente.. querido,. raras as vezes que tive que perdi a paciência e eu com certeza me descobri como mãe, esposa, profissional.. tem dias que da vontade de sair correndo e só voltar quando estiver tudo em silêncio e arrumado mais então eu olho pra ele e penso..eu te amo tanto!!!!!!!!!!!!!!!! tudo é por você!! as culpas sempre nos assombram né.. eu deixo ele em tempo integral na escola, ele amaaaaaaa muito ir!! mais tem dias que saio chorando.. mais hoje vendo esse video… sei que o tempo que passamos juntos tem QUALIDADE!!! OBRIGADA POR COMPARTILHAR ESTE VIDEO!!! se ele gravasse um video tenho que certeza que ele falaria, ela é minha melhor amiga, minha super-heróina (mulher gata) rsss,.. ela brinca muito e adora me levar pra todos os lugares que ele gosta também.. e ela me dá uma balinha sempre que vamos a padaria escondida do papai!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s