Tudo sobre alimentação para bebês!

Meninas, a Martina chegou aos 6 meses, e a partir de agora, ela começa à comer comidinhas, e não só leite! Até agora ela só mamou, e à noite toma um complemento de NAN comfor. A Vitta eu tive vários problemas e quase não consegui amamentar, foi até uns 4 meses, mas com vários complementos durante o dia (também de NAN, as 2 se adaptaram bem à essa fórmula), por isso me sinto muito feliz em ter conseguido amamentar a Martina, e vou continuar, claro!

Como faço parte de alguns grupos de mamães, como temos muitas leitoras mamães aqui e eu também tenho muitas amigas gravidinhas e mamães, eu percebi que à introdução de alimentos na vida dos bebês é sempre uma dúvida para quase todas, por isso resolvi fazer esse post pra vocês já que a Martina também está entrando nessa fase.

Como tudo na vida do bebê, esse passo também deve começar devagar para que ele se acostume com alimentos diferentes, que tenham gosto diferente e textura diferente. É super normal o bebê estranhar e muitas vezes não querer comer, mas o importante é insistir sem ficar braba se ele rejeitou, dizem os pediatras que 20 é o número de vezes que devemos oferecer o alimento ao bebê para ter certeza que ele realmente não gostou do sabor. Mas eu sou da teoria que toda criança é um quadro em branco, nós que devemos “pintá-lo” da maneira mais “correta”, isto é, mais saudável!

  1. O mais indicado é começar dando suco sem açúcar (por volta de 30ml), por ser líquido igual ao leite, o bebê tem uma propensão maior para aceitá-lo. Então da para começar dando suco de frutas no meio da manhã entre as mamadas, tipo umas 10hrs. A fruta mais pedida é a laranja lima por ser doce, mas logo em seguida é importante diversificar o cardápio de frutas para que o bebê desperte o paladar.
  2. Depois de alguns dias da para começar com as papinhas de frutas como lanche da tarde. Aqui em casa as duas começaram aceitando super bem a banana e depois o mamão. Também é importante acostumar o bebê aos poucos com os sabores, então por exemplo, da para dar banana durante uns 3 dias, depois dar mamão, esperar mais 3 dias para dar outra fruta e assim por diante.
  3. Depois de uns 15 dias em média, o bebê já se adaptou aos novos sabores e o organismo também já se adaptou. Podemos começar com as papinhas salgadas na hora do almoço. No começo podemos refogar uma raiz, uma folha e um legume com temperos suaves e sem sal. Assim que o bebê se acostumar com o sabor salgado, a papinha pode ser incrementada com cereais (arroz, aveia, milho), leguminosas (feijão, ervilha, lentilha), carnes e ovos. No começo da para cozinhar a carne junto e depois retirá-la, depois que o bebê estiver maior, ele já terá a capacidade para mastigar a carne bem desfiada.
  4. Cerca de 2 meses depois de introduzir o primeiro suco, então por volta dos 8 meses, o bebê já pode almoçar e jantar a papinha salgada.

Todos os alimentos desde o início devem ser apenas amassados e não triturados. Quando o alimento é triturado o bebê não exercita a mastigação e não exercita os músculos, não conhece o sabor dos alimentos e esses ainda, perdem as fibras. Aqui as meninas no começo estranhavam a fruta só amassada, mas com o tempo se acostumaram super bem, o segredo é ter paciência. No começo o bebê tende a querer sugar a colher, colocar a língua pra fora igual um gatinho e ainda faz várias caretas, são cenas que não da pra perder! Rs…

As papinhas industrializadas (de vidrinhos) devem ficar para as saídas, isso é, quando não estamos em casa. Não existe nada mais saudável que alimentos frescos e naturais, né?

O yogurt natural deve ser dado depois dos 8 meses, por ser mais ácido, se dado antes, ele pode prejudicar o trato intestinal. E o yogurt com sabor deve ser dado depois de 1 ano, e só de vez em quando, por conter muitos conservantes e corantes.

Realmente tudo isso dá um certo trabalho mamis, mas é muito importante para o bebê. Não se preocupem que tudo isso passa super rápido, com 1 ano, o bebê já deve se alimentar igual os adultos da casa, isto é, comer “a comida da mesa”. Claro que o cardápio precisa ser saudável para não desregular o organismo do bebê e também para que ele não seja uma criança obesa no futuro!

Ahhh, e pra fechar, mel só depois de 1 ano, ta? Isso porque o mel pode estar contaminado com a bactéria que transmite o botulismo, doença que afeta os músculos e nervos.

bebe comendo como introduzir alimentos ao bebe alimentação do bebe bebe 6 meses blog vittaminaSe tiverem alguma dúvida ou quiserem dar alguma dica, é só deixar nos comentários!!!

Beijos!!!

Anúncios

2 pensamentos sobre “Tudo sobre alimentação para bebês!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s